Fique sempre na moda comprando roupas do Exterior

De uns tempos para cá, começou uma febre de roupas importadas nas ruas, jovens ostentando marcas como Hollister, Abercrombie e Hugo Boss, dando a impressão de possuírem um poder aquisitivo que estão longe de ter.

O fato é que, com o surgimento de cursos online ensinando como importar mais facilmente, muitas pessoas se interessaram por esse tipo de atividade, seja para comprar para si próprias ou para revenda.

As altas taxas de impostos e despesas alfandegárias obrigam os lojistas a cobrarem caro por essas roupas e acessórios. Como podemos fugir disso ? Comprando nós mesmos no exterior. É isso mesmo, não existe tanta dificuldade assim para fazer compras no exterior pela internet, precisamos apenas conhecer algumas facilidades que ajudarão muito na hora das compras.

Ficar na moda nunca foi tão simples! 🙂

Passo a passo para comprar roupas nos EUA

Veja abaixo, um pequeno esquema que deverá seguir para comprar suas roupas de marca e não pagar muito caro. Esse site fala de como importar roupas com um método realmente surpreendente.

1 – Cartão internacional

Em qualquer site internacional que entrar para fazer compras, você vai precisar de um cartão internacional para pagar pela mercadoria. Caso tenha restrições no CPF e não possa ter um cartão de crédito comum, opte por fazer um cartão internacional pré-pago. Pagando dessa forma, será como comprar a vista, mas é a única maneira de conseguir fazer a compra.

2 – Tabela de tamanhos

Os tamanhos de roupas e sapatos nos EUA são diferentes da nossa numeração aqui no Brasil, procure na internet por uma tabela de conversão de medidas para não correr o risco de comprar roupas que não servirão. O processo de troca pode ser bem dispendioso e demorado.

download (1)

3 – Escolha as lojas

Pesquise bastante antes de efetivar uma compra, algumas pessoas indicam usar um programa para mudar o IP do computador para ficar parecido com um internacional, assim quando você entrar nos sites americanos, parecerá alguém que está lá no solo dos EUA. Isso pode ser vantajoso já que algumas lojas de lá, não fazem entregas aqui.

4 – Escolha o frete

Sempre opte por receber suas mercadorias através do USPS que é o correio normal americano. O serviço é muito eficiente e tem até possibilidade de rastreamento quando a mercadoria chega aqui no Brasil. Outros tipos de entrega como Fedex ou TNT podem encarecer muito o produto.

5 – Endereço americano

Se você tiver amigos ou parentes que moram nos EUA, pode ser uma boa pedir que eles receberem a mercadoria e enviem para você, os fretes dentro do país costumam ser bem mais baratos e em alguns casos, dependendo do valor da compra, podem sair até de graça. Empresas de redirecionamento podem ser uma boa opção para ter um endereço americano e receber suas encomendas com segurança e sem faltar nada.

6 – Impostos nacionais

Não existe uma garantia de não tributação quando a encomenda chega no Brasil, assim é importante estar por dentro dos valores que geralmente são cobrados. Em alguns casos, o preço da taxa pode ser maior que o do produto, é preciso analisar bem para ver se vale a pena fazer a compra. Consulte o site da Receita Federal para saber os valores das taxas e não levar um susto no caso do seu pacote ser tributado.

Como você viu, comprar roupas no exterior é um processo bem tranqüilo e que não precisa ser dispendioso, faça uma compra simples para experimentar e, quando tiver mais segurança, poderá até ser mais um revendedor aqui no Brasil.